25 de março de 2008

Cantigas (Para Luis Manoel)


Cantigas de lenta primavera.
Cantar em si menor o som de esferas,
voltar às infâncias
de sol e chuva
pelo caminho irisado
do céu azul
e o pão Brasil de doce encanto.

E retomar a voz de insectos velhos,
a joaninha que cosia perspectivas de amor
e um sonho maior
além do tempo
e remeter a vida do sorriso
à voz do sol
salto de sinos
e borboleta nova de asas douradas...
para voar ao mundo dos segredos velhos,
tactos das idades longínquas
e dos desejos.

1 comentário:

luis disse...

Adorei!!! amei!!!, super legal. Uma beijoca para você do tamanho do seu coração !!!