9 de fevereiro de 2009

Ipaye

Viajar até o agujé contigo, minha Iara,
senhora das águas e do verde,
contigo, ipaye das noites
com o poder da magia
e do sorriso.
Acendemos fogueira e deixamos o tempo,
o filho do tempo a abrochar,
menina guaraní renascida na Galaecia,
espírito da paz,
a acarinhar a Terra,
a velha, velha Mãe.

2 comentários:

PAUL CONSTANTINIDES disse...

sao lindo os versos
q acalantam este leitor
misturando as matizes das cores
e das imagens que sugerem.
mar, onda, desejo e enternecer.

sempre bom vir aqui.
mesmo sabendo q vou me deparar com uma nova surpresa.
a surpresa se mantem.

isto eh muito bom.
abs
paul

Iolanda Aldrei disse...

As imagens sao criadas por este leitor, que torna seu cada verso e cada imagem e deixa a surpresa manter-se, a Ipaye, a maga possitiva dos guaranís povoar o mundo onírico da paz.
Um abraço Atlântico.